conecte-se conosco

Notícias

Statkraft investe em energia eólica e solar no Brasil

O projeto tem investimento previsto de R $ 2.500 milhões que começaria a ser construído em janeiro de 2021.

Imagem: Envato Elements

Publicado

em

O projeto tem investimento previsto de R $ 2.500 milhões que começaria a ser construído em janeiro de 2021. A empresa anunciou que buscará financiamento de longo prazo para os aerogeradores, enquanto avalia o financiamento complementar.

“No próximo ano, 2021, é claro que teremos a construção como prioridade, e devido à Covid-19 a segurança das pessoas. Mas também queremos que seja um ano importante do ponto de vista solar”, disse Fernando De Lapuerta, CEO da Statkraft Brasil.

A Statkraft opera usinas hidrelétricas e eólicas de energia renovável no Brasil, com capacidade total de 450 MW. Com a conclusão do complexo na Bahia, os ativos da empresa chegarão a 967 MW.

Por meio de leilão em outubro passado, 30% da produção futura dos parques eólicos da Bahia foi vendida para distribuidoras de energia, o restante da energia eólica está sendo comercializado no mercado livre.

“Fizemos diversos contratos com consumidores que são complementares. Já temos uma parte da energia vendida, o que facilita o início das obras”, disse o gerente geral.

Algumas estratégias que a empresa tem considerado para realizar seus projetos têm sido leilões públicos e privados, chegando a acordos de produção de energia em contratos no mercado livre de energia elétrica, como entrar no modelo de autoprodução com a construção de usinas que atendam à necessidade energia de certos clientes.

“Hoje a empresa tem como foco principal o desenvolvimento, construção e operação de energia eólica e solar no Brasil. Continuamos a participar em M&A (fusões e aquisições), mas com o foco mais forte, o motor do crescimento, no ‘greenfield’ , disse Lapuerta, em termos de projectos construídos de raiz.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidos