conecte-se conosco

Notícias

Solfácil financiou projetos residenciais de energia solar por 100 milhões de reais no Brasil

A plataforma brasileira atingiu um volume de 100 milhões de reais (18,8 milhões de dólares) financiado em 2020 e espera 1 bilhão de reais em 2021 (189 milhões de dólares).

Imagem: Envato Elements

Publicado

em

A plataforma brasileira atingiu um volume de 100 milhões de reais (18,8 milhões de dólares) financiado em 2020 e espera 1 bilhão de reais em 2021 (189 milhões de dólares).

A plataforma tecnológica de financiamento de energia solar no Brasil Solfácil anuncia que fechou 2020 com um crescimento médio mensal de 30%. A empresa, que afirma ser a primeira plataforma do gênero no Brasil, ultrapassará a marca de 100 milhões de reais (cerca de 20 milhões de dólares) financiados em 2020, um aumento de dez vezes em relação a 2019.

Em nota, Solfácil explica que por enquanto financia sistemas residenciais, mas o plano para 2021 é lançar uma linha para pessoas jurídicas e agronegócio. Segundo Fábio Carrara, CEO e fundador da Solfácil, a previsão é atingir um volume de financiamento de R $ 1 bilhão (cerca de 200 milhões de dólares) no próximo ano.

Solfácil explica que, com a sua linha de financiamento, “o cliente troca o custo da fatura de luz por um investimento parcelado em sistema fotovoltaico”. O consumidor investe em um sistema de energia solar, instalado por instaladores parceiros, que executam o projeto na residência, e paga até 120 parcelas, com o que a empresa define como “um juro muito acessível – em torno de 1% (menos de a média do mercado) ”. A mensalidade é até 30% menor que o custo da conta de luz, explicam junto à empresa. “Na prática, o consumidor substitui um custo por um investimento”, explica Fábio Carrara.

Após o pagamento das taxas, o sistema passa a ser propriedade do cliente. “Ao contrário de outras linhas de financiamento disponíveis no mercado, o financiamento da Solfácil é 100% digital, e a empresa trabalha com os melhores integradores desde a validação do projeto, passando pela avaliação da instalação e a capacidade de acompanhamento do desempenho do sistema ”, finaliza a empresa.

A Associação Brasileira de Energia Solar Absolar publicou recentemente que, no segmento de geração distribuída, existem mais de 4 GW instalados no Brasil e o investimento ultrapassa 20 bilhões de reais (cerca de 4 bilhões de dólares).  O Brasil ultrapassa os 300.000 sistemas fotovoltaicos GD conectados à rede  .

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidos