conecte-se conosco

Notícias

Paraná possui organizações internacionais para promoção da energia fotovoltaica no estado brasileiro

O encontro entre o Ministério do Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas e organismos internacionais visa chegar a um acordo que permita aos municípios realizar projetos de eficiência energética.

Imagem: Envato Elements

Publicado

em

O encontro entre o Ministério do Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas e organismos internacionais visa chegar a um acordo que permita aos municípios realizar projetos de eficiência energética relacionados com a geração fotovoltaica.

O estado brasileiro do Paraná assinou um Memorando de Entendimento com a Agência Alemã de Cooperação Internacional (GIZ), o Cities Climate Leadership Group Inc. e o Cities Finance Facility para planejar e executar projetos de eficiência energética associados à geração fotovoltaica no estado.

Hoje, o Secretário de Estado do Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas do Paraná, João Carlos Ortega, e o Superintendente Executivo do Serviço Social Autônomo do Paranacidade, Álvaro Cabrini, participam de encontro online com representantes de organismos internacionais para a implantação do memorando nos municípios do estado brasileiro.

De acordo com o memorando, as instituições signatárias devem promover o intercâmbio de documentos como estudos, análises, projetos e termos de referência, além de planejar conjuntamente eventos e atividades relacionadas a projetos de energia renovável no Paraná.

O documento também pretende disseminar conceitos, lições aprendidas em projetos já executados e boas práticas relacionadas a eficiência energética, energias renováveis ​​e sustentabilidade para municípios do Paraná e demais estados brasileiros, por meio da promoção de atividades, publicações e eventos. Também inclui uma análise conjunta de possíveis oportunidades futuras de cooperação.

O C40 é uma rede que conecta as 94 maiores cidades do mundo, com uma população de 650 milhões de pessoas e que representa 25% da economia mundial. Concentra-se no combate às alterações climáticas e na realização de ações urbanas que reduzem as emissões de gases com efeito de estufa e os riscos climáticos para promover a saúde, o bem-estar e as oportunidades económicas dos cidadãos que vivem em zonas urbanas.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidos