conecte-se conosco

Notícias

Mineradora Vale construirá projeto fotovoltaico de 766 MWp no Brasil

O Projeto Sol do Cerrado, com início de operação previsto para o quarto trimestre de 2022, produzirá aproximadamente 13% da demanda estimada da Vale em 2025.

Imagem: Envato Elements

Publicado

em

O Projeto Sol do Cerrado, com início de operação previsto para o quarto trimestre de 2022, produzirá aproximadamente 13% da demanda estimada da Vale em 2025.

A mineradora brasileira de ferro, cobre e níquel Vale anunciou que planeja construir uma usina solar para tornar suas operações mais sustentáveis. O projeto fotovoltaico Sol do Cerrado, no município de Jaíba (Minas Gerais), prevê a construção de uma usina fotovoltaica dividida em 17 subparques que somam uma capacidade instalada de 766 MWp. Também inclui a implantação da subestação elevatória, da linha de transmissão e do bay de conexão da subestação Jaíba em 230 kV, com alvarás de conexão ao Sistema Interligado Nacional Brasileiro.

A mineradora planeja investir cerca de 500 milhões de dólares para sua execução e afirma que o projeto pode se candidatar a linhas de financiamento sustentáveis.

O projeto, com início de operação previsto para o quarto trimestre de 2022, produzirá aproximadamente 13% da demanda estimada da Vale em 2025.

O projeto foi aprovado pelo Conselho de Administração da Vale e está sujeito à aprovação da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

Sol do Cerrado faz parte de um total de US $ 2 bilhões em investimentos para reduzir as emissões de carbono da Vale. Seu desenvolvimento é uma importante contribuição para a meta de 100% de autoprodução de energia de fontes renováveis ​​no Brasil até 2025 e de 100% de consumo de energia elétrica renovável no mundo até 2030.

Além desses projetos, o portfólio da Vale inclui a participação em diversos projetos eólicos: Gravier, Acauã e Folha Larga Sul, localizados respectivamente em Campo Formoso (BA), Ceará e Rio Grande do Norte.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidos