conecte-se conosco

Notícias

Iberdrola e Porcelanosa unem forças para produzir cerâmica a partir de energias renováveis

A Iberdrola e a multinacional espanhola que se dedica ao fabrico e comercialização de pisos e revestimentos cerâmicos naturais, Porcelanosa, juntaram forças para criar a primeira solução inovadora à escala real para electrificar a produção de cerâmica, combinando energias renováveis, hidrogénio verde e bomba de calor.

Imagem: Envato Elements

Publicado

em

A Iberdrola e a multinacional espanhola que se dedica ao fabrico e comercialização de pisos e revestimentos cerâmicos naturais, Porcelanosa, juntaram forças para criar a primeira solução inovadora à escala real para electrificar a produção de cerâmica, combinando energias renováveis, hidrogénio verde e bomba de calor.

Chamaram o projeto GREENH2KER . É a primeira a ser realizada em conjunto após o acordo recentemente firmado entre as duas empresas para avançar na descarbonização do processo industrial na produção de cerâmica.

O plano é reduzir as emissões de CO2 através do desenvolvimento de um sistema de aproveitamento acoplado de hidrogênio verde e de uma bomba de calor que será implantada em um forno na fábrica da Porcelanosa. Com esse projeto, eles otimizarão a energia térmica residual, substituindo até a metade do gás natural como combustível pelo hidrogênio verde.

Nas instalações da Porcelanosa, eles vão instalar um eletrolisador movido a uma usina fotovoltaica para a produção de hidrogênio verde. Também incluirá uma estrutura tecnológica que aproveitará o calor residual das linhas de produção por meio de sistemas de alta eficiência.

Dessa forma, a Porcelanosa busca integrar a geração de hidrogênio verde com o uso eficiente da bomba de calor para reduzir 2.351 toneladas de CO2 / ano.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidos