conecte-se conosco

Notícias

GreenYellow fecha acordo com o Grupo Fleury para abastecimento de 45 unidades comerciais

O Grupo Fleury, de medicina e saúde, e a francesa GreenYellow fecharam um acordo para contratação de 4,5 MWp (megawatt-pico) em energia solar.

Imagem: Envato Elements

Publicado

em

O Grupo Fleury, de medicina e saúde, e a francesa GreenYellow fecharam um acordo para contratação de 4,5 MWp (megawatt-pico) em energia solar. O Total de energia contratada abastecerá 45 unidades das três marcas do Grupo localizadas no estado do Rio de Janeiro; Labs a+, Felippe Mattoso e LAFE.

Para atender essa negociação, a GreenYellow irá construir uma usina fotovoltaica na cidade de Paty dos Aferes, no estado fluminense. A usina da GreenYellow irá gerar 7,4 GWh por ano, por meio de 7.055 painéis solares, e deve evitar a emissão de quase 4 mil toneladas de CO2 por ano, estima a empresa.

A GreenYellow invetirá mais de R$ 19 milhões no projeto. Segundo Pierre-Yves Mourgue, diretor-presidente da GreenYellow, “… no modelo de negócio proposto pela GreenYellow aos clientes, a empresa é responsável pela injeção do capital e a completa implantação, operação e manutenção da usina. Além disso, o parceiro tem o benefício de adquirir energia a um custo mais baixo que o comprado junto à distribuidora”. 

Para Clóvis Porto, diretor de Expansão e Facilities do Grupo Fleury, “ a adoção de uma fonte 100% renovável, como é o caso da fotovoltaica, nos coloca ainda mais em um caminho que desejamos seguir em termos de sustentabilidade”.

O Grupo Fleury, de medicina e saúde, e a francesa GreenYellow fecharam um acordo para contratação de 4,5 MWp (megawatt-pico) em energia solar. O Total de energia contratada abastecerá 45 unidades das três marcas do Grupo localizadas no estado do Rio de Janeiro; Labs a+, Felippe Mattoso e LAFE.

Para atender essa negociação, a GreenYellow irá construir uma usina fotovoltaica na cidade de Paty dos Aferes, no estado fluminense. A usina da GreenYellow irá gerar 7,4 GWh por ano, por meio de 7.055 painéis solares, e deve evitar a emissão de quase 4 mil toneladas de CO2 por ano, estima a empresa.

A GreenYellow invetirá mais de R$ 19 milhões no projeto. Segundo Pierre-Yves Mourgue, diretor-presidente da GreenYellow, “… no modelo de negócio proposto pela GreenYellow aos clientes, a empresa é responsável pela injeção do capital e a completa implantação, operação e manutenção da usina. Além disso, o parceiro tem o benefício de adquirir energia a um custo mais baixo que o comprado junto à distribuidora”. 

Para Clóvis Porto, diretor de Expansão e Facilities do Grupo Fleury, “ a adoção de uma fonte 100% renovável, como é o caso da fotovoltaica, nos coloca ainda mais em um caminho que desejamos seguir em termos de sustentabilidade”.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidos