conecte-se conosco

Notícias

Governo do ES lança programa de incentivo à geração de energia solar

Com parceria da ABSOLAR o estado pretende triplicar investimento no modelo.

Imagem: Envato Elements

Publicado

em

Com parceria da ABSOLAR o estado pretende triplicar investimento no modelo.

O governo do Espírito Santo anunciou, na última quinta-feira (26), o lançamento do Programa GERAR, que prevê triplicar os investimentos em geração distribuída solar fotovoltaica e ampliar incentivos para as fontes renováveis.

A iniciativa realizada em parceria com ABSOLAR inclui ampliação das opções de financiamento, simplificação do licenciamento ambiental e incentivos fiscais, em linha com o compromisso assumido pelo estado de redução de emissões de poluentes e de combate às mudanças climáticas.

Um dos destaques da iniciativa é ampliação de isenções do ICMS na micro e minigeração distribuída, a exemplo de medidas adotadas em estado líderes na solar distribuída.

Segundo o CEO da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), Rodrigo Sauaia, a entidade é parceira na construção dos eixos principais desse programa e participará ativamente de sua implantação, como já é feito em vários estados brasileiros

De acordo com Rodrigo Sauaia,  presidente da associação, objetivo da entidade é ajudar na construção e implementação do programa como em outros estados brasileiros.

“O Espírito Santo ocupa a 16ª posição no ranking estadual da energia solar na geração distribuída, com mais de 73,4 megawatts (MW) em potência instalada na modalidade, totalizando cerca de 5,3 mil sistemas de geração de pequeno porte”, comenta Sauaia.

“Com o novo programa, o estado se prepara para galgar novas posições no ranking estadual. A região já recebeu mais de R$ 350 milhões de investimentos de empresários e consumidores capixabas”, acrescenta o presidente do Conselho de Administração, Ronaldo Koloszuk.

Atualmente o estado ocupa apenas a 13ª posição no Ranking estadual de geração distribuída porém vem fazendo fortes avanços principalmente na área de geração centralizada.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidos