conecte-se conosco

Notícias

Financiamento sustentável para promover energias renováveis ​​na América Latina e no Caribe

BID e IRENA firmam aliança para promover um futuro sustentável na região. A associação se baseia no intercâmbio de conhecimentos no contexto da promoção da integração regional, do investimento em energias renováveis, do financiamento e da mitigação de riscos na América Latina e no Caribe.

Imagem: Envato Elements

Publicado

em

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a Agência Internacional de Energia Renovável (IRENA) assinaram uma parceria há algumas semanas que ajudará a promover a transição energética na América Latina e no Caribe (ALC) em consonância com a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável e o Acordo de Paris.

A associação se baseia no intercâmbio de conhecimentos no contexto da promoção da integração regional, do investimento em energias renováveis, do financiamento e da mitigação de riscos na América Latina e no Caribe. Em particular, as duas partes apoiarão uma à outra em iniciativas como o Centro de Energia do BID e a Plataforma de Investimento do Clima da IRENA, uma iniciativa de múltiplas partes interessadas estabelecida na Cúpula de Ação Climática do Secretário-Geral da ONU 2019.

Especificamente, o BID e a IRENA trabalharão para melhorar o acesso ao financiamento sustentável na região, apoiando a criação de condições de mercado propícias a investimentos em energia renovável e facilitando o desenvolvimento de projetos de energia renovável. Ambas as instituições estão empenhadas em aumentar a ambição e implantação de energia renovável para apoiar a realização de metas econômicas e climáticas na região.

A Plataforma de Investimento Climático é uma parceria inclusiva entre IRENA, Energia Sustentável para Todos (SEforAll) e o Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas em coordenação com o Fundo Verde para o Clima. A Plataforma visa mobilizar capital climático para ampliar a ação climática e apoiar a realização de metas relacionadas ao clima dentro das Contribuições Nacionalmente Determinadas.

Esta iniciativa visa promover a cooperação entre os países da ALC em direção a uma meta regional de 70% da capacidade instalada de ER para geração de energia até 2030. A assinatura deste acordo institucionaliza a parceria entre as duas organizações e marca uma nova fase para maior colaboração e cooperação.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidos