conecte-se conosco

Notícias

Autoconsumo solar para poços artesianos nas comunidades indígenas no Brasil

O Programa de Saneamento Integral Maués construiu 13 poços artesianos movidos a energia solar que fornecem água potável para comunidades indígenas da etnia Sateré-Mawé, no Amazonas (Brasil).

Imagem: Envato Elements

Publicado

em

No Dia Mundial da Água que se comemora nesta segunda-feira, 22 de março, o Governo do Estado do Amazonas, por meio da Unidade de Gestão de Projetos Especiais (UGPE), destacou os avanços alcançados com as obras do Programa de Saneamento Integral de Maués (ProsaiMaués)

Cumprindo sua proposta de saneamento básico, abastecimento de água e condicionamento urbano das margens dos lagos do Prata e Maresia, a ProsaiMaués, por meio de suas obras, garantiu a captação, reserva e distribuição de água potável para 90% da população maués.

Assim, o município de Maués conquistou sete poços para captação de água na área urbana do município e construiu cinco novas caixas d’água nos bairros de Ramalho Junior, Santa Luzia e Maresia. A ProsaiMaués construiu 13 poços artesianos movidos a energia solar em comunidades indígenas da etnia Sateré-Mawé. As comunidades enfrentam problemas de abastecimento de água potável na época da seca, época em que o nível dos rios cai e dificulta o abastecimento, devido à distância e à qualidade da água, com o nível do rio Maues Açu.

Com isso, a capacidade de armazenamento de água municipal aumentou sete vezes, de 227 m³ para 1.700 m³ de reserva, o que proporciona aos moradores segurança no abastecimento habitual.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidos